You are here

Add new comment

Fiquei desiludida com este novo outdoor do BE. A nível de mkt é cativante: colorido, pop,etc. Mas, somos uma nação laica. Misturar religião com políticas é mau senso. E, depois fiquei com a ideia que pais podiam ser pais, mães já não podem. Pensando bem, já antes as crianças podiam ter pais: barriga aluguer e respetivo óvulo, adopção no estrangeiro... Que trouxeram de novo que a sociedade não soubesse já? E, o timing foi muito mau: Quaresma - época de reflexão para cristãos, de morte e vida. Para uns pode ser anedota, mas para outros é o conforto espiritual. E, depois celebração do ano da misericórdia. Incentivar o lado espiritual, misericordioso do homem. O BE assume-se como um partido respeitador da diferença, seja ela qual for. É esse o vosso slogan, e não o de "desrespeitar" uma parte da sociedade. Ironicamente, para igreja é o ano da misericórdia, e digo ironicamente porque associo o partido a essa palavra: misericórdia. Misericórdia pelos mais fracos, pelos que não têm voz, pelos que não têm pão na mesa, pelos pobres de espírito, pois só um educação gratuita pode tornar uma nação, numa nação mais forte, mais perigosa, porque conhecimento é poder.
Vou passar uma esponja neste assunto, e achar que foi um ato irrefletido, para acordar as hostes, e continuar a acreditar em mulheres de convicção como a Marisa, a Mariana e a Catarina.