You are here

Add new comment

Os exames não têm de ser penosos para os miúdos, isso são presupostos com que tentam justificar estas medidas de abolição. Aliás até os deveriam proibir de estudar a matéria antes do exame, para assim poderem avaliar e aferir correctamente o ensino anual que existe nas nossas escolas primárias. Se não existir um método comparativo entre escolas criam-se desigualdades. A escola A tem um ensino excelente e os alunos apreendem 98% do programa, a escola B não consegue além dos 39%. Onde está a igualdade aqui??? Em criar ensinos diferenciados por não podermos mexer com os interesses dos sindicatos (neste caso dos professores)? É preciso coragem para defender a igualdade. Leiam um dos capítulos do Freakonomiks onde eles explicam brilhantemente como os exames são fundamentais para identificar as injustiças no ensino (e muitas vezes sociais) e poder combate-las.