You are here

Add new comment

Cara Catarina
Há chegada da notícia, na minha sala para além de uns vivas próprios dos 10 anos de idade, sentiu-se uma agradável leveza no ar!
Acho que ficou esclarecido o que se entende por aprender com felicidade. Como professora primária, (sim primária, porque todas as restantes nomenclaturas atribuídas á profissão não passaram de um fazer de conta que nos respeitavam) há quase 30 anos, posso garantir que os alunos não aprenderam mais por causas exames. Os exames trouxeram, angústias, inseguranças, tristeza. Puseram em causa até conhecimentos já adquiridos, pois na hora de os realizar, muitas crianças duvidaram do que sabiam e os resultados foram catastróficos.
Em nome de todos os meus meninos, que tremiam perante a palavra " exame" fica o nosso obrigado por nos terem tirado esse monstro do caminho.
Desculpem o desabafo, mas estou a ficar cansada de ler comentários sobre super crianças que adoram os exames, sobre como os exames salvavam a educação nacional. Afinal eu só sou professora de meninos normais que aspiram e sonham em ser pessoas felizes e realizadas.
Bem, já agora convém esclarecer que não votei bloco de esquerda, este comentário é de uma cidadã comum que ama o que faz e que defende os seus alunos sempre.
Não, também não fiz exames, tive sempre notas que me permitiram despensa-los.