You are here

Add new comment

Acredito que esta companhia traga muitos postos de trabalho a Braga, mas em que condiçoes? Existe ali uma fábrica dissimulada, que legalmente contrata pessoas qualificadas e que que falam linguas (é requerido), como sendo trabalhadores indiferenciados.
Nao encontro melhor comparação do que a uma Fábrica, e sim há ali 600 postos de trabalho, de portugueses qualificados que ainda nao desistiram de viver e trabalhar em Portugal, que lutam todos os dias, para receberem ordenado minimo, subsidio de refeiçao, e uns trocos disfarçados de prémios.
As empresas de Recursos Humanos partem o bolo com o prestador de serviços, e criam ali uma data de postos de trabalho em condiçoes legais duvidosas, em que se criam postos de trabalho desnecessários por parte dos recursos humanos e tudo há custa do trabalhador.
E sendo assim, numa companhia com 600 empregados, que têm um trabalho de atendimento ao cliente e suporte tecnico intensivo e numa outra lingua, terá um psicologo, ou algum tipo de enfermaria?
O que realmente incomoda é o facto das entidades legais, politicas e governamentais compactuarem com este tipo de outsourcing.

just say'in