You are here

Add new comment

Pedia ainda que me explicassem porque há-de o Estado pagar para mais professores terem "emprego" quando a minha avó, como centenas de milhar de portugueses , recebe uma pensão de 300 euros. Ou será que os reformados que vivem no interior e trabalharam toda a vida têm que passar fome ou não comprar os medicamentos, para que os professores tenham o "emprego"? Ou nao deverão os professores "desempregados" procurar outros empregos, deixar de viver à sombra da corporação que grita mais, como se isso os fizesse mais portugueses que a minha avó e as centenas de milhar de avós que vivem com as pensões de 300 euros? Angola, Mocambique, São Tomé , Timor precisam de professores . Será que a minha avó vai ter que emigrar aos 82 anos para que o Estado deixe de lhe pagar a pensão, para dar emprego aos professores ? Ou os professores que devem ensinar os netos da minha avó não aprenderam o que significa dignidade. Reformados com pensões de miséria , uni-vos.