You are here

Add new comment

Para o deputado, para Mario Tome e para as Marianas e as Catarinas sem esquecer o inefável FLouca ( o homem que abandonou o BE quando percebeu que estava prestes a bater na parede) nao dispenso duas perguntas : a)qual é a vossa proposta para mudar este estado de coisas? E b) como podemos acreditar que a vossa proposta produz o desenvolvimento que aquela a que aqui atribuem todos os males do mundo, mas que proporcionou o maior desenvolvimento e melhores condições de vida para a maioria da humanidade?
As experiências da URSS/RPC/Coreia do Norte passando pelo Cambodja até a Venezuela de hoje sabemos o que custou e custa também em vidas humanas. As promessas de Tsipras, Iglesias e as réplicas caseiras, também todos percebemos que são produto de quem vive no ócio e conforto das academias. Então o que fazemos/ escolhemos nós o Zé Povinho que vive "do trabalho nas empresas, sem o distanciamento dos previligiados" perante estas alternativas ?