You are here

Add new comment

A posição do PS não espanta, pois é um partido de ambiguidade extrema, mais preocupado em ganhar à sua direita e à sua esquerda, do que em seguir uma linha de coerência com os princípios da esquerda democrática que afirma defender. Acaba, uma vez ou outra, por ter algum sucesso, mas sobretudo e apenas quando beneficia dos erros da direita. O mesmo que o PSD, partido também ele da incoerência e da mentira, a começar pelo próprio nome, com que pretende enganar os incautos: Onde está a democracia e o socialismo
nos dois partidos? Para ganhar votos, é preciso, acima de tudo, estar com o povo e ser sempre coerente.