You are here

Add new comment

Parece-me que o seu texto,apela à união das variadas forças de esq.,mas com maior infoque no pc,que segundo o sua visão,parece distanciar-se dessa união,para que daí resulte uma grande força partidária capaz de derrubar este ultraneoliberalismo, para não dizer nazismo, que impera em Portugal e na Europa.Também é de sublinhar que a culpa não é somente toda das outras forças de esq.,mas também o Bloco do qual eu gosto faz parte do problema ,passou infelizmente por várias crises a ponto de quase desaparecer.O pc, partido de que também gosto,mantêm-se estável quanto ao seu ileitorado e sempre com ligeira subida,ao contrário do Bloco,O pc joga muito pelo seguro e isso poderá ou não trazer-lhe vantagens, mas não resolve de imediato a frustração que a esq. vive. Quando digo esq. retiro o ps, por ser um partido neoliberal ,como são todos os ps Europeus.Não é razoável neste momento culpar quer que seja, ao contrário devemos apelar á união pelo menos entre estas duas forças credíveis,sem rejeitar outras que se mostram eticamente possíveis. Segundo a minha opinião este seu texto teve o efeito contrário e feroz em vários tipos de pessoas-desunião e não junção desta duas forças que tanto são úteis neste momento.O SYRYZA foi a união de várias correntes de esq,e venceu,assim como antigamente o BLOCO,mas isso é passado desfeito..O PODEMOS surgiu de outra forma, surgiu da sociedade cívil,desse povo com garra.O BLOCO também não é inocente, quanto à união de forças à esq..Também não é capaz de se organizar ao menos como um PODEMOS, porque também lhe falta carisma.Aprendamos com erros e o BLOCO com eles terá muito de aprender e corrigílos, porque felizmente está a emergir uma lufada de ar renovado dentro do bloco que o pode beneficiar.Já beneficiou na Madeira ,assim como beneficiou o pc.Nenhuma força de esq.em Portugal consegue aglutinar povo como o PODEMOS e o BLOCO também não,portanto algo está mal também aí.Veremos se o BLOCO poderá ser a ESPERANÇA,espero que sim.