You are here

Add new comment

Um sistema que arreda os cidadãos da tomada de decisões, isso não é democracia, é ditadura. antes de 74 o Salazarismo roubava os cidadãos para engordar o Estado, hoje o sistema saqueia o povo e rouba o Estado "A democracia era assim, para comunistas e “marxistas-leninistas”, apenas uma etapa de transição para uma nova ditadura, a deles. Foi o que todos puderam constatar em 1975, quando as facções do MFA próximas do PCP e da extrema-esquerda tomaram o poder." Por acaso não estamos a transitar já há algum tempo para uma ditadura vigiada! "antes de 74 controlavam os cidadãos com a força dos bastões, hoje fazem-no com a forças das televisões #retórica partidária#". Todo o voto legitima esta falsa democracia, se querem realmente fazer parte da história apelem à abstenção, não legitimem corruptos a legislarem para combaterem a corrupção.

Democracia participativa é uma forma de governo em que as principais decisões são tomadas mediante referendo, local, regional e nacional conforme o assunto em discussão. Que toda a estrutura do poder político fica mais próxima dos cidadãos "povo" e por isso mais vigiada e controlada por todos nós. Numa democracia participativa o povo é o garante da independência de poderes e dos órgãos de soberania, hoje essa independência não existe e é por isso que somos roubados por quem nos governa e os tribunais, bem como os órgãos de polícia criminal em vez de os deterem protegem-nos. E isso acontece porque tu, ao votares legitimas organizações criminosas "partidos" a decidirem por ti, e é por tal motivo que eles têm vendido Portugal a retalho contra a vontade da larga maioria dos portugueses.

Sê livre; enquanto apregoares a liberdade dentro de um partido, não serás um libertador, e sim o carrasco daqueles que pensam diferente de ti. é urgente implantar uma democracia participativa em que o referendo local, regional e nacional seja a principal ferramenta de decisão, em suma, urge conquistarmos o direito a votar na tomada de decisões em vez de através do voto delegarmos a nossa vontade na vontade de criminosos. Combater a corrupção não é uma tarefa que possa ser feita por um regime que alberga e protege corruptos, temos de exigir que o crime de corrupção e outros de rouba pão sejam crimes constitucionais e imprescritíveis à semelhança dos crimes contra a humanidade, que os seus autores sejam espoliados de bens e condenados à pena de contumácia. Não elegemos gatunos. Junta-te a nós, unidos somos mais fortes.

Deixem de ser muletas do capitalismos, não votem, não legitimem um sistema que arreda os cidadãos da tomada de decisões, isso não é democracia, é ditadura.

Autor, Sérgio Medeiros