You are here

Add new comment

Ele há pessoas assim…
A minha avó nunca acreditou que os homens tivessem ido à Lua. Não se pense que ela negava isso por não acreditar na tecnologia da época, Se Deus tinha posto homens na Terra e não os tinha posto na Lua, não eramos agora nós que íamos mudar isso. O meu irmão tinha em João Vale e Azevedo, um ídolo, mesmo depois da sua saída do Benfica e das revelações que foram aparecendo, ainda venerava o homem.
A minha avó agarrada a crenças antigas, não tinha capacidade para se libertar e encarar o mundo novo que tanta confusão lhe fazia. O meu irmão lá foi caindo na real até que se convenceu que o homem era mesmo um escroque.
Dizem os entendidos que o homem inteligente é capaz de rir de si próprio e durante a nossa vida fazemos, por vezes coisas, que mais tarde nos fazem rir pelo ridículo da coisa, outras vezes deixam-nos com um sorriso meio por meio, que acontece quando nos lembramos daquilo que ingenuamente fizemos em determinada altura. Este sorriso não é tão largo porque a ingenuidade anterior nos embaraça, mas em todo o caso, o sorrir faz pensar que conseguimos ultrapassar o facto e enfrentamos melhor o futuro.
Esteves, obrigado por ter comentado. Como deve ter notado o contraponto faz-nos mais fortes, continue pois a visitar e a comentar por aqui, oxalá consigamos em breve sentir nos seus comentários aquele sorriso que o meu irmão mostra quando lhe pergunto por vale e Azevedo.