You are here

Add new comment

Pois, os grupos parasitas vão aprendendo a manter o hospedeiro vivo : a manter-se, impedindo que a generalidade das pessoas se revolte e/ou mude o sentido de voto para grupos políticos que os ponham em causa.

Neste contexto não adianta fazer discursos bombásticos sobre os efeitos dramáticos da crise: as pessoas vêem mudanças lentas, sinais contraditórios, com possibilidade de algum crescimento (provavelmente inferior ao necessário) e aprovação internacional.

A esquerda precisa de um discurso mais racional, mais sofisticado, que compare a situação com as alternativas, sem tentar esconder os custos associados, e use o feedback para melhorar as alternativas e diminuir a incerteza.

Quebrar este ciclo é complicado....implica anos de incerteza. Chatice. O pessoal não gosta disso.

A minha almofada tem ácaros e outros bichos. É, no entanto, bastante confortável.