You are here

Add new comment

Há algo de errado (mesmo mentira) nesta história. O bispo nada tem a ver com um ato administrativo. A senhora não quer que o filho frequente EMRC? Muito bem: vá à escola e declare por escrito a sua vontade. E está feito. Mas, entretanto, sendo uma situação criada por sua culpa, a senhora o disse, está a barafustar por quê e com quem? Já fez tudo o que podia fazer?
Entretanto, eu que sou professor (não, não sou professor de EMRC!) o que tenho verificado é que são os alunos não inscritos a querer ir às aulas. Porquê? Pela qualidade dos seus professores e porque não andam a pregar "secas", antes tratam de assuntos que os alunos gostam e têm a ver com eles.