You are here

Add new comment

Caro Diogo,

Uma dos aspectos mais perversos desta Lei é abrir uma fratura social entre inquilinos e senhorios não favorecendo o bem comum. É óbvio que haverá casos em que os inquilinos podem suportar rendas maiores, mas num país de baixas reformas como é Portugal, o mais comum é o contrário.

Esta lei até irá impedir aumentos altos durante 5 anos. Mas qual é o idoso com uma renda antiga que acredita que a sua situação económica será melhor aos 80 anos do que era aos 75 anos?

Muitas das casas alugadas com rendas pré RAU estão em péssimo estado por anos de abandono e de investimento e a uma subida das rendas deveria corresponder uma melhoria nas casas - recorde-se que a subida proposta pelo proprietário não tem limite, nem tem de atender ao estado do imóvel. No entanto com esta lei isso não acontece e apenas os bancos e os fundos imobiliários vão poder aceder a fundos para reabilitação.
Não se engane, o pequeno proprietário não pode despejar um idoso, porque não terá fundos para reabilitar o imóvel de forma a poder pô-lo no mercado. Esta lei foi feita para os bancos e fundos imobiliários e lançou o caos nas vidas de centenas de milhares de idosos.