You are here

Add new comment

Excelente texto de denúncia. É inacreditável como toda a comunicação social elogiou, como heroi nacional, um criminoso de guerra. O relato que é feito sobre Wiriamu mostra que esse ato de pura barbárie constitui um dos momentos mais vergonhosos da nossa História. Se fosse hoje, Jaime Neves, Kaúlza de Arriaga e todos os envolvidos na chacina estariam hoje a ser julgados no TPI por crimes de guerra, genocídio e crimes contra a Humanidade.
Já agora, será que os "comandos" que foram ao Parlamento soltar o grito de guerra foram identificados? É que, se assim não for, qual a legitimidade das autoridades para identificarem outros por quaisquer distúrbios no plenário da AR?