You are here

Add new comment

A situação é um pouco mas complexa do que aquilo que o artigo descreve.
O sucesso das energias éolica e solar, deve-se, em grande medida, aos subsidios governamentais que, por todo o mundo, têm sido vertidos sobre essa industria. Sem eles "terá pernas para andar"? A industria nuclear não tem tido os mesmos apoios, desde há décadas, e está tecnologicamente estagnada.

Os lobbies pro-nuclear existem, mas os lobbies anti-nuclear são muito mais fortes, pois é essa a "equipa" do petróleo, do gás e do carvão e (não se espantem) das renovaveis.

A maior parte dos países que "congelaram" o nuclear, vão lentamente voltando. O Japão já anunciou o retorno.

A energia nuclear, em mãos públicas, responsáveis, que tenham como objectivo o bem comum, e não o lucro, e com os investimentos necessários, é a energia do futuro. O lugar do vento e do sol é na produção de pequena e média escala.
Por esta razão é que o lobbie dos combustiveis fosseis, tolera as últimas e teme o nuclear.