You are here

Add new comment

Talvez seja importante também assumir uma postura diferente quanto às propinas em divida. Parece-me desnecessário discutir terminologia, trata-se de uma divida. Essa é uma realidade indiscutível sendo que não se resolve problema algum argumentando pelo direito constitucional à educação. O que releva fazer é considerar cada caso como um caso singular e chegar a acordos de pagamento que aliviem o aluno pelo tempo que for preciso. Falo de planos de pagamento equilibrados que tenham em atenção a situação do aluno.