You are here

Add new comment

Não é, certamente, uma questão de democracia. Nem me parece que se possa falar de um direito para se esquivar a uma propina porque isso só seria justo num "serviço".

As propinas são necessárias, não vejo como é que, unicamente com financiamento directo do Estado, poderíamos nós ter boas universidades.As Universidades portuguesas já pecam pela gritante falta de condições normais de ensino como é evidente, por exemplo, na FCSH de Lisboa. Acabando ou atenuando a propina dai só poderíamos certamente ir para pior.

E o argumento do direito constitucionalmente garantido não pega porque se assim fosse lá ia o Estado pagar a educação incluindo doutoramentos, pura e simplesmente não faz sentido.