You are here

Add new comment

A resolução da crise dos professores é simples. Contrata-se todos os que são precisos, que ficam vinculados à função pública e os restantes tem de procurar outra saída profissional.

Sem esquecer obviamente o avaliar o desempenho dos professores, bem como de todo o funcionário público, e despedir aqueles que não desempenham as suas funções com brio e profissionalismo, contratando novos em seu lugar.

Qualquer outro tipo de invenção nesta área estará condenada ao fracasso.