You are here

Add new comment

Não lhe chamei imperialista, mas sim alguém que utiliza precisamente os mesmos argumentos e escolhe os mesmos alvos que os imperialistas. Não o chamei cobarde, apenas denominei dessa forma a sua argumentação. E não se faça de vítima, que não ajuda nada a manter o nível do debate (se é que se pode chamar a isto debate).

Quanto ao Chávez, não sei que lhe dizer: o homem faz eleições e referendos a toda a hora, não se conhecem presos políticos na Venezuela, a imprensa faz frequentemente apelos ao assassinato do presidente e continua a funcionar, o nível de vida da população mais pobre não pára de aumentar, o país está crescentemente liberto das garras do imperialismo norte-americado que condenou o seu povo à mais extrema miséria durante décadas (e as marcas, acredite, são ainda muito visíveis)... Um verdadeiro democrata, diria mesmo.
Mas ao não apoiar o derrube ilegítimo de um governo pela NATO põe tudo isto em causa?