You are here

Add new comment

O Sr. Louçã demonstra a capacidade de jogar, esconder e manipular os factos para tentar garantir a sua sobrevivência política. Berrando por alegados sectarismos do PCP, anuncia-se como o campeão da unidade.
Mas a verdade, vem sempre ao cimo...
Diz Louça que a candidatura de Francisco Lopes perdeu cerca de um terço da sua votação há cinco anos. Mesmo considerando que Lopes dá continuidade à candidatura de Jerónimo Sousa, que dando continuidade não significa que parta do mesmo patamar de apoio, como Louçã bem sabe, significará que deverá comparar a candidatura de Alegre de 2011 com a de Alegre, a de Louçã, a de Soares e a de Garcia Pereira em 2006, que juntos perfizeram mais de dois milhões de votos. Ora, de acordo com os resultados de domingo, Alegre 2011 perdeu mais de metade dos votos que as candidaturas às quais deu continuidade.
Este é mais um exemplo da necessidade de Louçã em garantir aquela que parece ser a razão da sua intervenção política: destruir o PCP.