You are here

Add new comment

Sim, podemos não comprar produtos de que não necessitamos. Mas, uma vez mais, prefiro ver o problema de outra perspectiva. O que me interessa analisar é a forma como as empresas conseguem criar campanhas de marketing que criam a procura para os produtos que fabricam. Olhar para as acções individuais é uma perigosa distracção que nos impede de ter uma perspectiva crítica sobre como o mundo funciona. O exemplo que dá é sintomático: podemos reparar as meias e os guarda-chuvas com facilidade, sim, mas reparar computadores, televisores e outros aparelhos electrónicos nem sempre é possível. Mesmo que exista um técnico perto de casa que saiba reparar o aparelho, se for necessário mudar uma peça o normal é essa peça (fornecida unicamente pela marca) ficar caríssima, a ponto de, por vezes, a reparação ficar mais cara que a compra de um aparelho novo (sei disto por experiência própria).