You are here

Uso terapêutico da canábis: Bloco promove sessão pública no Porto

No próximo dia 2 de fevereiro, o Salão Azul do IPO-Porto acolhe a sessão “Legalizar para tratar - o uso terapêutico da Canábis em Portugal”, com moderação de David Pontes e intervenções de Bruno Maia, Henrique Barros, Laranja Pontes, Moisés Ferreira e Teresa Summavielle.

No passado dia 11 de janeiro, o parlamento discutiu a legalização da canábis medicinal, mas a votação final acabou por ser adiada. As propostas do Bloco de Esquerda e do PAN serão então votadas até meados de março, após debate na especialidade em comissão.

O debate no parlamento ficou marcado pela oposição das bancadas do PCP, PSD e CDS às propostas de lei apresentadas. Os três partidos criticaram a possibilidade, incluída nestas propostas, da legalização do auto-cultivo, como já acontece em muitos países que legalizaram o uso terapêutico da planta.



Porém, o Bloco está empenhado em alargar ainda mais o debate e por isso promoverá, no próximo dia 2 de fevereiro, sexta-feira, a sessão pública “Legalizar para tratar - o uso terapêutico da Canábis em Portugal”, com Bruno Maia (médico neurologista), Henrique Barros (médico e presidente do Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto), Laranja Pontes (médico e presidente do IPO-Porto), Moisés Ferreira (deputado do Bloco de Esquerda) e Teresa Summavielle (investigadora e diretora do laboratório "Biologia da Adição", no I3S-Porto). A sessão será moderada pelo jornalista David Pontes.

A iniciativa é organizada pela organização distrital do Bloco de Esquerda - Porto e terá lugar no Salão Azul do IPO-Porto, às 18h30.

Ver evento no Facebook.

Termos relacionados Política
(...)