You are here

Turquia: mais de 50 mortos, mais de 100 feridos em ataque a casamento curdo

Ataque aconteceu na mesma semana em que 14 pessoas morreram em explosões perto de esquadras da polícia, pelas quais o governo acusou o PKK. O ataque ao casamento não foi reivindicado, mas Erdogan responsabilizou Estado Islâmico.
Familiares das vítimas do ataque em Gaziantep. Foto de Sedat Suna/EPA/Lusa.

50 pessoas morreram e mais de 100 ficaram feridas na noite de sábado, numa explosão que ocorreu no final de uma festa de casamento de curdos no sul da Turquia, em Gaziantep. Regundo a Reuters, um dos noivos, que ficou ferido, era militante do partido pró-curdo HDP.

O jornal Público cita a agência de notícias turca Dogan, e explica que os noivos provinham da região de Siirt, no sudeste da Turquia, a centenas de quilómetros a leste de Gaziantep, e que se mudaram para Gaziantep para escapar à repressão das forças governamentais contra a comunidade curda.

O ataque aconteceu na mesma semana em que 14 pessoas morreram no sul da Turquia em três explosões perto de esquadras da polícia. O governo turco acusa o Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) de ter sido responsável por estes ataques. O ataque ao casamento não foi reivindicado, mas Erdogan responsabilizou publicamente o Estado Islâmico pelo mesmo.

 

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Internacional
(...)