You are here

Trabalhadores da RTVE denunciam manipulação na estação de televisão

Recorrendo ao hashtag #AsiSeManipula, trabalhadores da RTVE têm vindo a denunciar nas redes sociais a falta de isenção e manipulação do conteúdo noticioso da televisão pública do Estado espanhol.
Trabalhadores da RTVE denunciam manipulação na estação pública de televisão
Imagem retirada do Twitter.

Um grupo de mulheres trabalhadoras da RTVE, as Mujeres RTVE, e várias associações têm vindo a usar as redes sociais para lutar contra aquilo que afirmam ser censura na televisão pública do Estado espanhol. 

Embora estas acusações não constituam novidade, uma vez que não é a primeira vez que são tornadas públicas, a reivindicação da liberdade de expressão e liberdade de imprensa tem aumentado deste a organização do referendo sobre a independência da Catalunha, a 1 de outubro de 2017. Nessa data, surgiram críticas e acusações sobre um possível uso da estação pública de televisão para propagar interesses governamentais. O movimento de denuncia ganhou também fôlego após a recusa do governo de Rajoy em renovar a liderança da estação pública. 

Entre as denúncias feitas no âmbito da campanha #AsiSeManipula, encontram-se notícias sobre corrupção dentro do Partido Popular com duração de apenas 20 segundos e que contrastam com o grande destaque dado a casos semelhantes observados noutros partidos políticos, bem como a omissão de imagens negativas e o recurso a eufemismo para noticiar situações políticas que não favorecem o PP. 

Em declarações à comunicação social, Alejandra Martínez, membro da estação pública de rádio RNE, afirmou que “aquilo que estamos a revelar não é mais que aquilo que vem sendo denunciado nos últimos anos”. 

Numa mensagem de apelo à participação na campanha, a associação Mujeres RTVE declarou: “Se o viram, se notaram a ausência de imparcialidade ou a omissão de uma notícia importante, se têm conhecimento da manipulação através dos media, convidamos-vos (…) a participar e a revelar exemplos de censura através das redes sociais, utilizando o hashtag #AsiSeManipula”. 

Apesar de se ter tornado viral no Estado espanhol, a Mujeres RTVE e outras associações continuam a aguardar uma reação do governo às denuncias de manipulação na estação de televisão. A 16 de maio, representantes dos trabalhadores da RTVE estarão no Parlamento Europeu para expôr os 500 casos mais flagrantes de manipulação ocorridos nos últimos anos, recorrendo a vídeos de peças apresentadas nos telejornais da estação de televisão. 

Termos relacionados Internacional
(...)