You are here

Trabalhadores da Efacec e da Tegopi fazem greve nesta quarta-feira

Trabalhadores da Efacec fazem greve e concentram-se das 9 às 11h e das 17 às 19h contra despedimento coletivo. Na Tegopi, a greve é de uma hora por turno e a concentração será entre as 13 e as 15h, por aumentos de salários e contra o fim da discriminação salarial.

Os trabalhadores da Efacec decidiram, em plenário realizado a 15 de maio, paralisar nesta quarta-feira, em protesto contra o despedimento coletivo de 21 trabalhadores, entre os quais cinco pessoas dos órgãos representativos dos trabalhadores.

O sindicato SITE Norte acusa a atual administração da Efacec de enganar os trabalhadores, com a complacência do Governo, usando a figura de empresa em reestruturação. Em audiência parlamentar há um mês, o administrador executivo da empresa disse que a Efacec não pretendia fazer despedimentos e, na semana passada, foi anunciado que a empresa obteve lucros de 7,5 milhões de euros em 2017, um crescimento de 75% face ao ano anterior.

Nos períodos de greve, os trabalhadores concentram-se no exterior das instalações e terão a visita, a partir das 9h no parque Industrial da Arroteia (Leça do Balio, Matosinhos) do secretário-geral da CGTP, Arménio Carlos, manifestando solidariedade.

A partir das 14 h, Arménio Carlos estará à porta da Tegopi, em Vilar do Paraíso (Vila Nova de Gaia), solidarizando-se com os trabalhadores desta empresa, que fazem greve de uma hora por turno, desde o dia 11 de maio, por aumentos salariais e contra a discriminação salarial. A adesão a estas paralisações tem sido superior a 70%, tendo atingido, nalguns horários, os 90%, segundo a Fiequimetal.

Termos relacionados Sociedade
(...)