You are here

Trabalhadores da Amazon na Alemanha em greve até ao Natal

Segundo o sindicato Verdi, que convocou a paralisação, até agora, pelo menos seis dos nove armazéns aderiram à greve. Os trabalhadores da Amazon na Alemanha, que é o maior mercado da empresa a seguir aos Estados Unidos da América, reivindicam aumentos salariais e melhores condições de trabalho.

O Verdi afirma, em comunicado, que a paralisação deve ocorrer até 24 de dezembro em quatro dos centros de distribuição e por períodos mais curtos nos restantes.

Desde maio de 2013, os trabalhadores da Amazon estão em luta pelo aumento dos seus salários e pelo cumprimento do contrato colectivo de trabalho que vigora para o setor do retalho e dos correios, contudo, a Amazon tem recusado as suas reivindicações.

"Queremos ter condições de trabalho padronizadas. Isso significa acordos coletivos, salários decentes, subsídios de férias e Natal (...). Queremos negociações concretas em vez de esperar para ver se teremos aumento de salário ou não", afirmou o negociador-chefe do Verdi, Joerg Lauenroth-Mago, em declarações à agência Reuters.

A Alemanha é o segundo maior mercado da Amazon depois dos Estados Unidos, com 10 mil trabalhadores de depósitos e mais de 10 mil trabalhadores sazonais.

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Internacional
(...)