You are here

“Serviço público deve ser gerido por entidades públicas”

O Bloco reuniu esta segunda-feira com sindicatos representativos dos trabalhadores da Move Aveiro. O deputado Moisés Ferreira anunciou que vai intervir junto do governo, no sentido de impedir que a exploração do serviço público possa prejudicar os direitos adquiridos pelos trabalhadores.
Moisés Ferreira foi eleito deputado por Aveiro. Fotografia de Tiago Petinga/Lusa.

“Até ao final do mês vamos acompanhar as negociações entre os sindicatos e a câmara de Aveiro, mas vamos intervir junto do governo com essas preocupações porque achamos que não é minimamente aceitável que haja alterações na exploração de um serviço público que possam prejudicar os salários e direitos adquiridos”, disse à Lusa o deputado eleito por Aveiro, no final de uma reunião com o Sindicato dos Trabalhadores da Administração Local.

 

Reafirmando o princípio do Bloco de que “o serviço público deve ser gerido por entidades públicas”, Moisés Ferreira afirma que lhe foi dado conhecimento de que os trabalhadores da MoveRia, a componente de transporte marítimo da empresa municipal, "foram confrontados com a possibilidade de, ao passar para a nova empresa, ter uma redução substancial da sua remuneração, perdendo subsídios a que atualmente têm direito”, como o de trabalho noturno e do trabalho por turnos.

 

“Mesmo no caso dos motoristas de autocarro não estão garantidos os mesmos direitos porque há a pretensão de alterar o horário das 35 para as 40 horas, sem compensação remuneratória, e ainda terem que estar disponíveis se for necessário algum reforço”, descreveu.

 

Nessas circunstâncias estão os trabalhadores que pertencem ao quadro da Câmara Municipal, que poderão ser cedidos à empresa concessionária por interesse público.

 

Em relação à internalização dos restantes trabalhadores no Município, o Bloco de Esquerda tem também dúvidas se terão garantidos os seus direitos.

 

“Em que condições será feito o concurso público para a sua admissão? Vão entrar no novo concurso pela atual retribuição ou pelo escalão de base remuneratório, em que correm o risco de perder bastante dinheiro no seu salário?”, questiona o deputado do Bloco.

 

O presidente da Câmara de Aveiro, Ribau Esteves, afirmou publicamente que "estão garantidos todos os direitos dos trabalhadores" na mudança dos transportes urbanos para o grupo Transdev, cuja concessão deverá ter início em janeiro.

 

Termos relacionados Política
(...)