You are here

Semana de ganhos históricos para os multimilionários

Esta semana foi “uma das mais lucrativas da história” para os mais ricos do mundo, diz o Bloomberg. Os 500 mais abastados do mundo ficaram 209 mil milhões de dólares mais ricos. Jeff Bezos ultrapassou os 200 mil milhões e Elon Musk tornou-se um dos quatro “centibilionários”.
Retrato de Jeff Bezos, o homem mais rico do mundo. Fotografia de Ronald Woan/Flickr.
Retrato de Jeff Bezos, o homem mais rico do mundo. Fotografia de Ronald Woan/Flickr.

A plataforma especializada em economia Bloomberg revela que a semana que passou foi “uma das mais lucrativas da história para algumas das pessoas mais ricas do mundo”. No topo da escala dos mais ricos, o patrão da Amazon, Jeff Bezos, viu o seu patamar de riqueza alcançar os 200 mil milhões de dólares.

Abaixo dele, Elon Musk da Tesla, entrou nas notícias da semana por ter anunciado, através da sua empresa Neuralink, a criação de um implante neural no cérebro de um porco que permitirá no futuro criar uma tecnologia que, assegura, transmitirá sinais do cérebro diretamente para aplicações de telemóvel. Mas podia ter sido notícia por outro facto: Musk, que acrescentou ao seu pecúlio este ano 76,1 mil milhões de dólares, entrou no clube restrito dos “centibilionários”, ou seja das pessoas cuja riqueza supera os cem mil milhões de dólares. São apenas quatro. Para além de Bezos, que viu a sua fortuna duplicar desde que em 2017 tinha alcançado aquela marca e que em 2020 viu a sua fortuna crescer mais 84,9 mil milhões de dólares e, agora de Musk, fazem parte ainda o co-fundador do Facebook, Mark Zuckerberg e Bill Gates da Microsoft. Detém uma riqueza combinada de 540 mil milhões de dólares.

O crescimento das suas fortunas foi potenciado por um mercado bolsista em alta, devido às decisões da Reserva Federal dos EUA sobre inflação e com o compromisso de manter taxas de juro congeladas a longo prazo. Quem mais beneficiou com a subida nos mercados especulativos foram as empresas tecnológicas.

Na sexta-feira, ainda de acordo com Bloomberg, os 500 mais ricos do mundo estava 209 mil milhões de dólares mais ricos do que na semana anterior. Num contraste forte com o estado da economia atingida pela pandemia. Estes 500 também são ganhadores ao longo do ano corrente: em 2020 o conjunto da sua riqueza aumentou 15%, 871 mil milhões de dólares.

Termos relacionados Internacional
(...)