You are here

Seixal: Bloco lamenta que PCP rejeite “plataforma de entendimento”

Os bloquistas do concelho disponibilizaram-se a “dar corpo a uma plataforma de entendimento que permitisse uma governação autárquica à esquerda para os próximos quatro anos”, porém “o PCP rejeitou liminarmente a possibilidade de se concretizar o acordo escrito”.
Bloco de Esquerda do Seixal disponibilizou-se a “dar corpo a uma plataforma de entendimento que permitisse uma governação autárquica à esquerda para os próximos quatro anos”
Bloco de Esquerda do Seixal disponibilizou-se a “dar corpo a uma plataforma de entendimento que permitisse uma governação autárquica à esquerda para os próximos quatro anos”

Em comunicado de 20 de outubro de 2017 subscrito pelo Plenário Concelhio do Seixal, o Bloco de Esquerda informa que “na sequência de contactos informais” com eleitos da CDU, “a coordenadora concelhia do Seixal do Bloco de Esquerda disponibilizou-se para reunir com a concelhia do PCP no sentido de dar corpo a uma plataforma de entendimento que permitisse uma governação autárquica à esquerda para os próximos quatro anos”.

Para os bloquistas, uma tal plataforma deveria:

  • “ter por base um conjunto de questões programáticas essenciais”;
  • “ser firmado por escrito”;
  • abranger “os diferentes órgãos autárquicos concelhios”.

“O PCP rejeitou liminarmente a possibilidade de se concretizar o acordo escrito, manifestando interesse apenas relativamente à Câmara e Assembleia Municipais”, refere o documento do Bloco, realçando que o partido “não passa cheques em branco, não vende o seu voto a troco de um qualquer lugar e não quer ser flor de lapela de quem quer que seja”.

“O PCP fez as escolhas que entendeu fazer”, diz o comunicado, apontando que o Bloco “continuará a lutar pela concretização de medidas que possibilitem Mais Democracia e Mais Participação e uma maior qualidade de vida do/as munícipes do Seixal, seja no que diz respeito à Mobilidade ou ao Desenvolvimento Económico Sustentável, à Educação ou à Saúde, ao Social ou à Cultura.”

 

Termos relacionados Política
Comentários (1)