You are here

Santo Tirso: Centenas de pessoas manifestam-se por justiça pelos animais

A mobilização teve lugar na noite desta segunda-feira e foi marcada depois da tragédia que ocorreu no canil ilegal “Cantinho das Quatro Patas”. Bloco de Esquerda requer a audição, com caráter de urgência, dos responsáveis da tutela.
Foto de Luís Monteiro / Twitter

Na noite desta segunda-feira, centenas de pessoas saíram à rua em Santo Tirso, em resposta ao apelo de um grupo de ativistas pelos direitos dos animais. A mobilização foi marcada depois da tragédia que ocorreu no canil ilegal “Cantinho das Quatro Patas”, que vitimou dezenas de animais no decorrer de um incêndio rural.

No apelo divulgado na rede social Facebook, o grupo de ativistas que lançou o protesto exige a abertura de “uma investigação ao canil ilegal “Cantinho das Quatro Patas”, à Câmara Municipal de Santo Tirso, à Direção Geral de Alimentação e Veterinária, e a todos os outros órgãos de gestão e regulamentação, que permitiram que este canil se mantivesse aberto, apesar dos vários alertas sobre a situação, há vários anos.

Esta noite em Santo Tirso, uma enchente para garantir que este caso não fica enterrado e que depois deste fim-de-semana...

Publicado por Maria Manuel Rola em Segunda-feira, 20 de julho de 2020

Além disso, os ativistas querem que a atuação da GNR durante o incêndio seja avaliada, uma vez que quem esteve no local acusa esta força de segurança de ter impedido “que as pessoas prestassem auxílio aos animais que sobreviveram ao incêndio e necessitavam de cuidados”. Por fim é exigido o “levantamento de todos os canis ilegais no concelho”.

No protesto estiveram presentes os deputados do Bloco eleitos pelo círculo do Porto, Maria Manuel Rola, que interveio, e Luís Monteiro.

Bloco chama ao Parlamento ministros da tutela e responsáveis da DGAV

O Bloco de Esquerda entregou esta segunda-feira no Parlamento um requerimento para uma audição com caráter de urgência, do Ministro da Administração Interna, da Ministra da Agricultura, do presidente da Direção Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV) e da Associação Portuguesa de Busca e Salvamento, sobre as circunstâncias que causaram a morte a dezenas de animais nos abrigos ilegais “Cantinho das Quatro Patas” e “Abrigo de Paredes”, em Santo Tirso.

No requerimento entregue, a deputada do Bloco de Esquerda, Maria Manuel Rola, recorda que em março de 2018 o Bloco de Esquerda dirigiu uma uma pergunta escrita ao Governo (Pergunta 1661/XIII/3.ª), alertando para a existência de dois abrigos ilegais, sem as condições necessárias para albergar animais.

“A morte e sofrimento destes animais poderia ter sido evitada. Era do conhecimento das autoridades competentes a existência destes abrigos ilegais em Santo Tirso” diz o documento entregue pelo Bloco.

AttachmentSize
PDF icon Requerimento Incêndio Santo Tirso444.4 KB
Termos relacionados Política
(...)