You are here

Reino Unido: Trabalhistas ganham em 74 dos 150 círculos eleitorais em disputa

Nas eleições locais no Reino Unido, realizadas na passada quinta-feira, 3 de maio, o Partido Trabalhista obteve uma ligeira vitória e o grande derrotado foi o partido de extrema-direita, UKIP.
Corbyn comemorou a vitória nas eleições locais da passada quinta-feira, 3 de maio
Corbyn comemorou a vitória nas eleições locais da passada quinta-feira, 3 de maio

Nas eleições locais no Reino Unido estavam em disputa 150 círculos eleitorais e mais de 4.300 mandatos. O Partido Trabalhista teve uma ligeira subida, vencendo em 74 círculos eleitorais e obtendo 2.300 mandatos. Em Londres, os trabalhistas venceram em 21 dos 32 distritos.

O Partido Conservador, da primeira-ministra Theresa May, ganhou em 46 círculos dos 49, que já tinha antes destas eleições, elegendo 1.300 representantes.

Os Liberal Democratas venceram em oito círculos eleitorais. O partido xenófobo de extrema-direita UKIP (Partido pela Independência do Reino Unido ) conquistou apenas três círculos e mantém-se em grande crise, nomeadamente de direção. A queda do UKIP ajudou os conservadores a manter lugares e círculos eleitorais.

O escritor e jornalista Richard Seymour assinala*: “os resultados foram mais ou menos os esperados, com base nas eleições de 2017, com algumas pequenas variações. Nas grandes cidades, os Trabalhistas estiveram bem. Em Londres, os Trabalhistas saíram-se muito bem”.

Jeremy Corbyn, líder do Partido Trabalhista, comemorou a vitória, apesar de duramente atacado pela imprensa e pelos blairistas.

No twitter, salientou os “ganhos históricos” e a necessidade de preparar a próxima batalha:


Nota:

* Artigo “Have we seen 'peak Corbynism'?” (“Viram o 'pico do Corbynismo'?”, publicado neste domingo, 6 de maio, em patreon.com

Termos relacionados Internacional
(...)