You are here

Referendo na Suíça rejeita expulsão de “não-nacionais” por delitos menores

O Não venceu no referendo suíço que propunha a expulsão de pessoas estrangeiras, que fossem condenadas por dois delitos menores. A proposta foi de um partido de extrema-direita, o referendo teve uma elevada participação e o Não obteve mais de 57%.
O Não ao referendo na Suíça que propunha a expulsão de pessoas estrangeiras obteve mais de 57%

Segundo o site do jornal suíço Le Temps, o referendo teve mais de 60% de votantes, a quarta mais alta participação desde 1971 e a maior desde 1992.

Os resultados provisórios indicam que o Não obteve 57,6%, enquanto o Sim alcançou 42,4%. O Não terá vencido na maioria dos cantões suíços.

O referendo foi lançado pelo partido de extrema-direita Partido do Povo Suíço (SVP), que em francês tem o nome de União Democrática do Centro (UDC), e que tem desenvolvido uma constante campanha xenófoba contra a imigração, tendo mesmo vencido um referendo com o título “Contra a imigração em massa”, em 2014, por pouco mais de 50%. Um referendo, lançado pelo mesmo partido de extrema-direita, tinha conseguido fazer aprovar em 2010 a expulsão automática de estrangeiros por crimes graves.

Segundo o site do jornal Público, a proposta levada a referendo neste domingo é uma versão extremada da lei aprovada no referendo de 2010 e tinha a oposição de todos os partidos da Suíça, à exceção do SVP.

Se o Sim tivesse sido aprovado, uma pessoa não suíça que fosse condenada por dois delitos menores, como crimes por excesso de velocidade, no espaço de dez anos, seria expulsa do país. A mesma proposta previa a expulsão de um não-nacional condenado por crime grave, que cumpriria a pena a que fosse condenado e depois seria automaticamente expulso. A proposta eliminava também a possibilidade de juízes impedirem a deportação nos casos em que esta medida pudesse provocar “dificuldades pessoais sérias” à pessoa condenada. A proposta poderia levar à deportação de pessoas de segunda ou terceira geração de imigrantes para países que não conhecem e onde nunca viveram.

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Internacional
(...)