You are here

Protesto catalão no “clássico” do futebol espanhol

“Spain sit and talk” foi o lema da ação promovida pelo “Tsunami Democrático” durante o jogo entre Barcelona e Real Madrid. As imagens escondidas pela realização televisiva estão a ser partilhadas nas redes sociais.
"Spain sit and talk" foi a mensagem do protesto do "clássico" esta quarta-feira em Barcelona. Foto Enric Fontcuberta/EPA

Um jogo entre Barcelona e Real Madrid a contar para o campeonato espanhol de futebol é sempre um dos espetáculos desportivos com maior audiência televisiva em todo o mundo.

Este jogo em particular, realizado esta quarta-feira após ter sido adiado por razões de segurança — leia-se, os protestos nas ruas da Catalunha contra a condenação dos dirigentes políticos do anterior governo e organizadores do referendo —, era aguardado com grande expetativa.

O Tsunami Democrático, um movimento assumidamente sem rosto para evitar a repressão e que usa as redes sociais para divulgar ações de desobediência civil, tinha prometido uma ação de grande impacto para o jogo. Distribuiu 100 mil cartolinas com a frase da campanha a apelar à negociação por parte do governo de Madrid: “Spain sit and talk”. A mesma frase foi exibida numa enorme faixa colocada na bancada central antes do início do jogo, enquanto boa parte do público gritava a palavra de ordem “Presos políticos: liberdade!”.

El CAMP NOU SE LLENA DE PANCARTAS DE TSUNAMI DEMOCRÀTIC ANTES DEL PARTIDO

No momento da primeira substituição, foram atiradas dezenas de bolas insufláveis para dentro do relvado num dos lados do campo, mas a realização televisiva do jogo optou por preencher a maior parte desse tempo com imagens aéreas do estádio e repetições de jogadas anteriores:

Aqui pode ver-se o mesmo momento na perspetiva de quem estava na bancada:

No final do encontro, o Tsunami Democrático reconheceu que quer a realização televisiva quer a segurança apertada à entrada do recinto — ao “confiscar” muitos milhares de cartolinas — impediram um impacto maior da ação. Mas a expetativa criada serviu para passar a mensagem ao mundo de que a Espanha tem de ser obrigada a negociar uma solução política para a Catalunha.

Apesar dos repetidos apelos ao protesto não violento, fora do estádio houve confrontos entre grupos de manifestantes e a polícia ao longo da noite. Segundo o El Periódico, há pelo menos 46 feridos a registar.

Termos relacionados Catalunha, Internacional
(...)