You are here

Programa de participação local dos ciganos apresentado em Lisboa

O Romed 3 foi lançado esta quinta-feira. Iniciado pelo Conselho da Europa e pela Comissão Europeia, vai ser executado em Portugal pela Letras Nómadas e financiado pelo governo. Este programa pretende melhorar a comunicação entre as comunidades ciganas e as instituições públicas.
Atribuição de diplomas de mediador cultural no âmbito do programa Romed em Valência, Outubro de 2018. Foto de Ajuntament de València/Flickr

Entre 2011 e 2013, a primeira edição do programa de formação para mediadores ciganos (Romed) apenas conseguiu empregar enquanto formadores um terço das pessoas que concluiram o curso. Ainda assim, resultaram daqui 19 mediadores municipais, três escolares, um mediador da área da saúde, três dinamizadores culturais do Programa Escolhas e um mediador da Santa Casa de Misericórdia. Para além disto foram criadas duas organizações, a Letras Nómadas, em 2013, e a Associação de Mediadores Ciganos Portugueses, em 2014.

Em 2017, uma dessas organizações, a Letras Nómadas – Associação de Investigação e Dinamização das Comunidades Ciganas, assumiu a responsabilidade de ser a organização nacional do Romed 2 que envolveu sete munícipios, formou mediadores e criou sete Grupos de Ação Comunitária. Na sequência do Romed a mesma associação criou o projeto Opré Chavalé, que quer dizer “erguei-vos jovens”, financiado pelo Programa Escolhas, que atribuiu oito bolsas. O Alto Comissariado para as Migrações pegou neste modelo e atribui agora 30 bolsas por ano.

O programa para 2019/20, o Romed – Governação democrática e participação comunitária através da mediação, conhecido como Romed 3, vai envolver, de início, oito municípios. Serão criados grupos de ação comunitária, de capacitação de líderes, de mediadores e das comunidades com o objetivo de promover “uma melhor comunicação e cooperação entre as comunidades ciganas e as instituições públicas”.

Nas suas primeiras duas edições, o Romed envolveu mais de 100 pessoas.

Termos relacionados Sociedade
(...)