You are here

Passes baixam 40% na região das Beiras e Serra da Estrela

A partir do dia 15 de maio, os passes rodoviários e ferroviários vão ter uma redução de 40% na comunidade intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela. O alargamento da redução dos preços dos passes foi aprovado no parlamento por proposta do Bloco de Esquerda.
Os preços dos passes rodoviários e ferroviários são reduzidos 40% a partir de 15 de maio nos 15 concelhos da Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela – Foto wikipedia
Os preços dos passes rodoviários e ferroviários são reduzidos 40% a partir de 15 de maio nos 15 concelhos da Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela – Foto wikipedia

O anúncio da redução dos preços dos passes foi feito esta quinta-feira, 2 de maio, pela Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela (CIM-BSE), que esclarece ainda que "no caso de passes para residentes estudantes, com menos de 23 anos, e para residentes com mais de 65 anos, a redução vai mesmo chegar aos 60%".

Segundo a Lusa, António Ruas, primeiro secretário executivo da Comunidade Intermunicipal, referiu que a medida "vai beneficiar uma população de quase 250 mil habitantes do Interior do país", que passam "a ter um acesso mais barato aos transportes públicos".

O responsável da CIM-BSE disse ainda que os objetivos da redução dos preços dos passes "passam também pela promoção dos transportes coletivos em detrimento do transporte privado, a redução do número de carros das cidades, reduzindo o tráfego e facilitando o estacionamento nos centros urbanos".

A redução dos preços dos passes desta região tem um custo anual total de 509.094 euros, dos quais 496.677 serão suportados pelo Orçamento Geral do Estado e o restante por cada um dos 15 municípios que integram a Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela (CIM-BSE), que é constituída por 15 municípios: 12 do distrito da Guarda (Almeida, Celorico da Beira, Figueira de Castelo Rodrigo, Fornos de Algodres, Guarda, Gouveia, Manteigas, Meda, Pinhel, Seia, Sabugal e Trancoso) e três do distrito de Castelo Branco (Belmonte, Covilhã e Fundão).

O alargamento da redução dos preços dos passes para além das áreas metropolitanas de Lisboa e do Porto foi recomendada ao governo pela Assembleia da República no dia 1 de fevereiro de 2019 através de uma proposta feita pelo Bloco de Esquerda.

Termos relacionados Sociedade
(...)