You are here

Orçamento “termina com período de sobressalto inconstitucional”

Marcelo Rebelo de Sousa anunciou nesta segunda-feira a promulgação do orçamento do Estado para 2016. Pedro Filipe Soares salientou que o orçamento foi “considerado constitucional” pelo PR e que este reconheceu também que o OE “tem um novo modelo para o país”.
Pedro Filipe Soares salientou que o orçamento "está considerado constitucional pelo PR", terminando "com um período de sobressalto inconstitucional" e trazendo "alguma estabilidade institucional ao país” - Foto de Tiago Petinga/Lusa (arquivo)

Sobre a declaração do Presidente da República (PR) ao país feita nesta segunda-feira, o líder parlamentar do Bloco de Esquerda afirmou: “devemos em primeiro lugar notar que há aqui um orçamento que está considerado constitucional pelo PR, que termina com um período de sobressalto inconstitucional e traz alguma estabilidade institucional ao país”.

Em segundo lugar, Pedro Filipe Soares salientou que o PR reconheceu que “este orçamento tem um novo modelo para o país, de muito mais consciência social, de muito mais preocupação com os problemas que as famílias enfrentam no dia-a-dia”.

O líder parlamentar bloquista sublinhou ainda que “é reconhecido pelo PR que o orçamento ficou melhor depois de sair da assembleia, apesar de ter sido prejudicado pela passagem por Bruxelas”.

Sobre o programa nacional de reformas, que será apresentado amanhã, e sobre o programa de estabilidade, Pedro Filipe Soares afirmou que o Bloco está disponível, “como sempre estivemos”, “quer para o diálogo, quer para dar um contributo com vista a responder ao que é o anseio popular e o anseio do país: o de uma melhor qualidade de vida das pessoas, maior rendimento das famílias e maior criação de emprego numa economia com estabilidade e com garantia de futuro”.

Termos relacionados Política
(...)