You are here

OE2017: Bloco propõe limitação de salários de gestores públicos

Pedro Filipe Soares explica que salários milionários são "incompreensíveis” e não garantem boa gestão, Jorge Costa comenta falsas licenciaturas e deputados e militantes do Bloco são recebidos calorosamente nas ruas de Chaves.
Pedro Filipe Soares discursa no encerramento das jornadas parlamentares.
Pedro Filipe Soares, foto de José Coelho/Lusa.

O líder parlamentar do Bloco, Pedro Filipe Soares, discursou no encerramento das jornadas parlamentares que decorreram em Vila Real, onde anunciou que o partido vai apresentar uma iniciativa para limitar os salários dos gestores públicos ao ordenado do Primeiro Ministro.

O dirigente bloquista anunciou que “propomos que os salários dos gestores públicos, incluindo da Caixa Geral de Depósitos, não sejam superiores ao do Primeiro Ministro, o cargo executivo mais importante do país”. O Bloco quer eliminar as exceções feitas e limitar os salários "inaceitáveis e incompreensíveis”. Pedro Filipe Soares anunciou que a proposta será apresentada na discussão na especialidade do Orçamento do Estado.

Pedro Filipe Soares argumentou ainda que os pagamentos "luxuosos" não são garantia de uma boa gestão, dando os exemplos das gestões danosas de Zeinal Bava, Henrique Granadeiro ou Ricardo Salgado, que recebiam salários milionários.

Falsas licenciaturas são um "assunto encerrado"

À margem do encerramento das jornadas parlamentares, o deputado bloquista Jorge Costa comentou as demissões no governo por falsas licenciaturas, explicado que "para nós o assunto está encerrado na medida em que as pessoas que tiveram um comportamento condenável foram afastadas e parece-nos que isso é o normal”.

O dirigente bloquista criticou ainda o facto de o CDS-PP ter pedido a demissão do ministro da Educação, na sequência desse caso, apesar de o ministro ter declarado não ter conhecimento da falsificação. ”A direita não tem propriamente grandes créditos para vir fazer esse tipo de exigências. Não há ninguém que não se recorde do tempo em que ficou no seu lugar o ministro Miguel Relvas", afirmou, referindo-se ao ex ministro do governo do PSD em coligação com o CDS-PP.

Distribuição de panfletos em Chaves

Durante a tarde, o grupo parlamentar, militantes e simpatizantes do Bloco percorreram a Feira dos Santos, em Chaves, onde foram recebidos calorosamente. Em baixo ficam duas fotografias da visita à feira.

Artigos relacionados: 

(...)