You are here

O Porto precisa de uma "mudança"

Para Catarina Martins, o Porto precisa de uma “mudança, e o Bloco pode fazer toda a diferença”. A cidade “precisa mais” do que a relação “novelesca de entendimentos e desentendimentos” entre o Partido Socialista e Rui Moreira.
Catarina Martins com João Teixeira Lopes na última arruada de campanha, no Porto. Foto de Paulete Matos.
Catarina Martins com João Teixeira Lopes na última arruada de campanha, no Porto. Foto de Paulete Matos.

Catarina Martins acompanhou esta tarde João Teixeira Lopes, candidato do Bloco de Esquerda à Câmara Municipal do Porto, na arruada de fim de campanha pela Rua de Santa Catarina.

Em declarações aos jornalistas, começou por apelar contra a abstenção: “é preciso que as pessoas vão escolher, e que as pessoas vão votar no dia 1 [de outubro]. É para isso que cá estamos, e com a força que tivermos para fazer o melhor que for possível”, disse. 

Para a coordenadora do Bloco, “aqui no Porto, as propostas do Bloco são claras: transparência, para que os negócios imobiliários não estejam à frente do direito à habitação de quem aqui vive. Transportes públicos que não deixem nenhuma freguesia para trás, que não neguem o direito à mobilidade a ninguém. Uma cidade que seja para turistas sim, mas também para se viver cá. Para não ficarmos reduzidos a um postal ilustrado de fachadas. Queremos um Porto com gente a viver bem”, afirmou. 

Para Catarina Martins, o Porto precisa de uma “mudança, e o Bloco pode fazer toda a diferença”. A cidade “precisa mais” do que a relação “novelesca de entendimentos e desentendimentos” entre o Partido Socialista e Rui Moreira. 

“O Porto merece uma força política que verdadeiramente lute todos os dias na autarquia pelo direito à Habitação, pelo direito aos Transportes, pela Transparência, pelos apoios aos mais velhos - não esquecemos a cidade envelhecida em que estamos”, continuou. “Apoio às famílias num país onde uma creche custa mais do que as propinas para a Universidade, e em que tanta gente não consegue ver como pode viver no Porto. Nós queremos que os jovens queiram aqui viver. E para isso é preciso uma força que vá ao essencial. Eleger um vereador do Bloco de Esquerda pela primeira vez no Porto seria uma mudança qualitativa”, concluiu. 

 

 

Termos relacionados Autárquicas 2017, Política
(...)