You are here

Nicolas Sarkozy condenado a três anos de prisão

O ex-presidente da República Francesa foi considerado culpado dos crimes de corrupção e tráfico de influências, por ter tentado obter informações confidenciais de um juiz, prometendo-lhe em troca uma posição de prestígio no Mónaco.
Nicolas Sarkozy condenado a três anos de prisão / Fotografia do Conselho da União Europeia

Três anos de prisão, sendo um de pena efetiva e dois de pena suspensa: é esta a sentença a que foi condenado esta segunda-feira Nicolas Sarkozy, presidente da República Francesa entre 2007 e 2012. 

Os factos do processo remontam a 2014. O ex-presidente era suspeito de ter tentado obter informações confidenciais junto de um alto magistrado, Gilbert Azibert. Em troca, Nicolas Sarkozy intercederia a favor do magistrado, para que este fosse colocado num posto de prestígio, no Mónaco. 

O tribunal considerou existir um “pacto de corrupção” forjado entre o ex-presidente, o seu advogado Thierry Herzog e Gillbert Azibert. “Nicolas Sarkozy serviu-se do seu estatuto de ex-presidente da República” afirma o tribunal, citado pelo Le Monde.  

Nicolas Sarkozy torna-se assim no segundo ex-presidente da República Francesa a ser condenado pela justiça; em 2011, Jacques Chirac foi condenado por ter contratado funcionários fictícios para a Câmara de Paris, com o propósito de estes prepararem a sua campanha presidencial. 

Termos relacionados Internacional
(...)