You are here

Morreu o cofundador do movimento Direito a Morrer com Dignidade

O médico nefrologista João Ribeiro Santos faleceu este domingo, vítima de doença prolongada. A cremação será segunda-feira, às 15h, no cemitério dos Olivais, e será antecedida de uma singela evocação, pelas 14h30.
Foto retirada do site do movimento Direito a Morrer com Dignidade.

João Ribeiro Santos foi um dos fundadores do movimento Direito a Morrer com Dignidade. Tal como lembra a professora Laura Ferreira dos Santos, também cofundadora do movimento e autora de vários livros sobre morte assistida, como médico, João Ribeiro Santos “já vira demasiado sofrimento na vida, como ser humano era desde há muito pela liberdade de consciência e pelo direito a que cada um pudesse morrer de acordo com as suas convicções”.

“Se não fosse o João, talvez o Movimento ainda não estivesse fundado”, destaca Laura Ferreira dos Santos, lembrando que, em novembro de 2014, participou com o médico num Prós e Contras sobre morte assistida.

“Jantámos antes. A sua calma, o seu aspeto bondoso, as confidências que me fez em torno do tema, tornaram-me ‘vulnerável’ ao que me iria propor de novo: lançarmos o Movimento. «Se a Laura não vem a Lisboa, vamos nós a Braga!»,  disse-me. Não resisti. Certo, mas então ao Porto, para facilitar as deslocações. E começaram as diligências para o 1º Encontro”, escreve a professora.

Na nota publicada no site do movimento Direito a Morrer com Dignidade, Laura Ferreira dos Santos assinala que João Ribeiro Santos “era um médico e amigo como poucos, um verdadeiro ‘gentleman’, cheio de carinho e humor apesar da doença grave”.

“Sei que muita gente lhe escrevia em desespero e que a quase ninguém deve ter faltado com uma palavra amiga e de consolo. Nunca quis protagonismo, apenas que a ‘causa’, a sua querida causa, fosse para a frente”, aponta.

Para a cofundadora do Movimento Direito a Morrer com Dignidade, “honrá-lo, é continuar a sua luta ainda com mais força, pois são muitos os que nos querem negar a liberdade de uma última escolha”.

A cremação de João Ribeiro Santos está agendada para segunda- feira, às 15h, no cemitério dos Olivais e será antecedida de uma singela evocação do médico, pelas 14h30.

Termos relacionados Sociedade
Comentários (4)