You are here

Ministro da Cultura confirma ao Bloco cancelamento da concessão do Forte de Peniche

Em resposta ao deputado bloquista Jorge Campos na audição da especialidade do orçamento da Cultura, o Ministro da Cultura confirmou o cancelamento do projeto de instalação de uma unidade hoteleira no Forte de Peniche.

Esta iniciativa, anunciada e liderada pelo Ministro da Economia em julho deste ano, gerou uma forte mobilização em defesa de um dos maiores símbolos da história moderna de Portugal. O Bloco entregou em outubro um projeto de resolução que visava cancelar a concessão do Forte de Peniche, vontade que agora se confirma.

No documento, o Bloco lembra que “a fortaleza em planta estrelada irregular, obra do séc. XVII, desempenhou um papel particularmente relevante durante as invasões francesas e as guerras liberais”, mas que “é sobretudo como prisão de presos políticos do Estado Novo, entre 1934 e 1974, que o forte é hoje conhecido e é importante para a identidade da democracia portuguesa que assim continue”.

Nesse sentido, os bloquistas propõem que se “retire o Forte de Peniche da lista de monumentos nacionais a concessionar no âmbito do Programa Revive” e que se “anule qualquer procedimento em curso de concessão e instalação de unidade hoteleira no Forte de Peniche”.

Termos relacionados Política
(...)