Milhares de pessoas protestaram em Nova Iorque contra Donald Trump

20 de January 2017 - 14:14

Cerca de 25 mil pessoas, entre as quais o realizador Michael Moore, os atores Robert De Niro, Mark Ruffalo e Alec Baldwin, e a cantora Cher, juntaram-se à iniciativa que lançou uma campanha de cem dias de "resistência pacífica" contra a administração Trump.

PARTILHAR

A manifestação “United We Stand” teve lugar na noite desta quinta-feira perto da entrada do Trump International Hotel & Tower, um dos edifícios que são propriedade do magnata norte americano.

Segundo os organizadores, a ação contra Trump contou com a participação de perto de 25 mil pessoas, que ostentaram cartazes com palavras de ordem como: "Como meu Presidente, nunca", "20 de janeiro de 2017, o dia em que a democracia morreu", "Combater Trump a cada dia" e "Justiça e direitos civis para todos".

O realizador Michael Moore e atores como Robert De Niro, Alec Baldwin, Mark Ruffalo, Julianne Moore, Rosie Perez, Marisa Tomei ou Sally Field fizeram questão de marcar a sua presença. A cantora Cher, o autarca de Nova York, Bill de Blasio, e o reverendo Al Sharpton, a par de vários outros políticos e dirigentes sindicais, também se juntaram ao protesto.

O realizador Michael Moore afirmou durante a sua intervenção que "atravessamos um momento muito perigoso". Moore exortou os presentes a fazerem pressão sobre os membros do Congresso, facultando contactos para o efeito.

[[{"fid":"80358","view_mode":"full","fields":{"format":"full","field_folder[und]":"418"},"type":"media","link_text":"Filmmaker Michael Moore suggests America hasn’t seen the worse of Donald Trump yet","attributes":{"class":"file media-element file-full"}}]]

Já o ator Alec Baldwin presenteou a multidão com uma imitação de Trump, e apelou aos americanos a envolverem-se no debate político do país.

[[{"fid":"80353","view_mode":"full","fields":{"format":"full","field_folder[und]":"418"},"type":"media","link_text":"Alec Baldwin Does Donald Trump Impression At Michael Moore's Donald Trump NYC Protest","attributes":{"class":"file media-element file-full"}}]]

Robert De Niro assinalou que Donald Trump “é um mau exemplo deste país” e ironizou, dizendo que o presidente eleito iria publicar tweets sobre a sua carreira a meio da noite.

[[{"fid":"80352","view_mode":"full","fields":{"format":"full","field_folder[und]":"418"},"type":"media","link_text":"Robert De Niro mocks Trump’s twitter rants during rally against president-elect","attributes":{"class":"file media-element file-full"}}]]

O ator Mark Ruffalo agradeceu a Martin Luther King Jr. referindo que o amor irá suplantar a escuridão e trazer a luz de volta. Ruffalo afirmou que os americanos vão vencer esta batalha.

"Temos que seguir em frente - não para protestar contra Trump -, mas para proteger a nossa gente e os nossos valores", frisou. "Devemos juntar-nos para proteger algo precioso para nós que é termo-nos uns aos outros", acrescentou.

[[{"fid":"80356","view_mode":"full","fields":{"format":"full","field_folder[und]":"418"},"type":"media","link_text":"Mark Ruffalo says Americans have to protect each other, hearts during anti-Trump rally","attributes":{"class":"file media-element file-full"}}]]

A cantora Cher, de 70 anos, também aderiu ao protesto: "Vivi sob a administração de 12 Presidentes e nunca pensei que ia coincidir com este arrogante". "O poder do povo é maior do que o deste estúpido", destacou Cher.

A atriz Shailene Woodley falou sobre otimismo e esperança no futuro e na importância da união entre americanos na luta contra a administração Trump.

[[{"fid":"80354","view_mode":"full","fields":{"format":"full","field_folder[und]":"418"},"type":"media","link_text":"Shailene Woodley, Cher talk hope for the future during Trump rally","attributes":{"class":"file media-element file-full"}}]]

Cynthia Nixon, mais conhecida pela sua participação na série ‘Sex and the City’, abordou questões relacionadas com a comunidade LGTBQ e os seus direitos, e defendeu que não podemos recuar e que o ódio e a discriminação não são opção.

[[{"fid":"80355","view_mode":"full","fields":{"format":"full","field_folder[und]":"418"},"type":"media","link_text":"Sex and the City star says hate, discrimination not an option","attributes":{"class":"file media-element file-full"}}]]

O autarca democrata Bill de Blasio garantiu que "amanhã [sexta-feira] não é o fim, é o começo": "Donald Trump sempre diz que construiu um movimento, pois bem, agora chegou o momento de construirmos o nosso movimento, e isto começa esta noite em todo o país. Esta noite, amanhã, nos próximos dias".

São esperados inúmeros protestos durante a cerimónia de posse de Trump. A autarca de Washington, Muriel Bowser, informou que a cidade receberá 4,2 mil agentes da polícia de outros estados e três mil agentes da Guarda Nacional, a adicionar ao seu próprio contingente.