You are here

Microsoft despede perto de 5 mil trabalhadores

A empresa anunciou esta sexta-feira o despedimento de cerca de 2.850 trabalhadores até junho de 2017, que se soma ao despedimento de 1.850 trabalhadores anunciado em maio. Microsoft alega necessidade de melhorar gestão dos recursos humanos.

No comunicado enviado à Comissão da Bolsa de Valores dos Estados Unidos (em inglês SEC), a transnacional americana com sede em Redmond, Washington, refere que "esta medida vai permitir complementar e reforçar o corte em pessoal da unidade de telecomunicações móveis já anunciado em maio passado".

 "No quarto trimestre do exercício de 2016, a equipa de gestão aprovou planos de reestruturação que se traduzem em cortes de postos de trabalho, principalmente no negócio dos 'smartphones' e na divisão de vendas globais", lê-se no documento.

 Os planos de reestruturação da Microsoft abrangem 4.700 pessoas, o equivalente a 4,1% do total dos trabalhadores da multinacional.  A maior parte dos despedimentos deverão ter lugar na Finlândia, na medida em que a empresa absorveu, em 2014, a fabricante de equipamentos móveis Nokia, localizada nesse país, e, desde essa altura, não foi capaz de se afirmar no segmento dos smartphones.

 A Microsoft, que, a 30 de junho, empregava a nível mundial 114 mil trabalhadores, alcançou um resultado líquido positivo de 2,8 mil milhões de euros no seu quarto trimestre fiscal, terminado a 30 de junho, o que contrasta com os prejuízos de 2,9 mil milhões de euros registados no período homólogo de 2015.  O volume de negócios também foi mais elevado do que era esperado.

Termos relacionados Internacional
(...)