You are here

Memórias: Criação do Selo de Correio

No dia 6 de maio de 1840, surgiu o selo de correio, em Londres. Antes dessa data, o porte de cartas era pago pelo destinatário em função da distância. O selo de correio é uma estampilha (adesiva ou fixa), destinada a comprovar o pagamento de uma taxa por serviços postais. Por António José André.
O primeiro selo de correio, Penny Black – Foto da wikimedia
O primeiro selo de correio, Penny Black – Foto da wikimedia

Em 1837, um professor inglês, Rowland Hill, redigiu um memorando para o primeiro ministro, Lorde Melbourne. Nesse texto, intitulado “Postal Reform; its Importance and Practicability” (A Reforma Postal: a Sua Importância e Praticidade), propondo o pagamento do porte antecipado por um preço proporcional ao peso e distância percorrida no país. O pagamento seria garantido por um selo adesivo e um carimbo que anulava a sua reutilização.

Essa reforma foi incluída no orçamento aprovado pelo Parlamento britânico, em agosto de 1839. Rowland Hill começou a trabalhar, detalhando o projeto através de um concurso de artistas. Milhares de correspondentes anónimos fizeram chegar às suas mãos as mais variadas sugestões.

O primeiro selo de correio, Penny Black, permitia enviar uma carta com o peso máximo de 14 gramas, pelo custo de um penny. Os selos de correio são a mais popular forma de pagamento para a troca de correspondência.

Artigo de António José André, para esquerda.net

Termos relacionados Memórias, Cultura
(...)