You are here

Memórias: Andy Kessler

No dia 10 de agosto de 2009, morreu Andy Kessler. Foi um dos pioneiros de skate na costa leste norte-americana, tornou-se um ativista social e combateu a violência. Por António José André.
Andy Kessler. Foto de Charlie Samuels/Flickr.
Andy Kessler. Foto de Charlie Samuels/Flickr.

Andy Kessler nasceu em Atenas, a 11 de junho de 1961. Chegou a Nova Iorque com a sua irmã, após serem adotados por um casal norte-americano. Aos 10 anos, deram-lhe o primeiro skate e não parou de rodar pelas ruas de Manhattan.

Nos anos 70, Andy Kessler juntou-se ao "Soul Artists of Zoo York", movimento com grafiteiros e skatistas, que mudou a fisionomia e a cor das paredes da cidade e cujo nome se referia ao jardim zoológico de Nova Iorque, em pleno Central Parque.

Nos anos 80, o movimento "Soul Artists of Zoo York" esmoreceu. Andy Kessler agarrou-se à heroína e, durante seis anos. Superada a sua adição, em meados dos anos 90, apresentou um projeto para criação dum parque de skate, que foi aprovado pelo Departamento de Parques de Nova Iorque. Depois disso, foram criados vários parques em diversas zonas.

Andy Kessler tornou-se um ativista social e combateu a violência dos bairros marginais, afirmando: "quem quer pintar que pinte, quem quer cantar que cante, quem queira patinar que patine".

Andy Kessler morreu a 10 de agosto de 2009, com 48 anos, após um ataque cardíaco induzido por uma forte reação alérgica à picada de uma vespa.

Termos relacionados Cultura
(...)