You are here

Marisa defende “investimento a sério no Serviço Nacional de Saúde”

Marisa Matias criticou “o discurso dos sacrifícios, isolado das consequências concretas dessas medidas”, e acusou a anterior maioria de ter protegido mais os interesses económicos do que propriamente as vidas das pessoas.
Foto de Paulete Matos

Marisa Matias esteve este sábado na sua terra natal, em Alcouce, concelho de Condeixa-a-Nova, onde denunciou que a política de austeridade posta em prática pelo Governo da direita “foi uma política que matou gente”, esclarecendo que “a austeridade não é apenas um discurso, tem formas concretas, tem cortes concretos e tem impactos concretos na vida das pessoas”.

A candidata a Presidente da República sublinhou que essas mesmas políticas, promovidas pelo anterior Governo, com cortes na saúde que levaram a que tantas pessoas perdessem a vida, foram sendo denunciadas ao longo de muito tempo, razão pela qual considerou “incompreensível que o candidato Marcelo Rebelo de Sousa a apoiasse”.

“O que é fundamental agora, porque infelizmente não se podem recuperar as vidas que se perderam, é um investimento a sério no serviço nacional de saúde para impedir que casos como [o do jovem que faleceu no passado dia 14, por falta de tratamento no Hospital S. José] não voltem a acontecer”, propôs a candidata.

Também o ator António Capelo, Mandatário Nacional da Candidatura de Marisa Matias, esteve presente neste Convívio de Natal, tendo afirmado que “não estamos em Belém, mas para lá caminhamos”.

Termos relacionados Marisa 2016, Política
(...)