You are here

Marisa acusa Cavaco de ir para além das suas competências

Marisa Matias reagiu às condições impostas por Cavaco Silva para indigitar António Costa, afirmando que todas essas condições apenas dizem respeito ao programa do Governo, e lembrou que Cavaco Silva já não é primeiro-ministro.

Em declarações à comunicação social, a candidata presidencial afirmou que “as condições apresentadas pelo Presidente da República são condições da competência do Governo, do programa do Governo, e que nenhuma tem a ver com o respeito ou o cumprimento da Constituição, que foi o documento que o Sr. Presidente jurou fazer cumprir”, acusando-o de ir “completamente para além daquilo que são as suas competências enquanto Presidente da República”.

Marisa Matias acusou, ainda, Cavaco Silva de querer “tornar-se uma espécie de político dos sete instrumentos, que dá posse a um Governo e quer governar por esse Governo ao mesmo tempo”, esclarecendo que tal é impossível.

A eurodeputada classificou estas condições de “inéditas” tendo em conta que o PR “não colocou nenhuma condição em relação ao Governo anterior”.

“O que é relevante hoje é que, ao fim de todo este tempo perdido, Cavaco Silva finalmente tenha percebido que há uma vontade democrática do povo português e que há uma maioria parlamentar que garante a estabilidade de um Governo, que terá obviamente o apoio na Assembleia da República”, rematou Marisa Matias.

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Marisa 2016, Política
(...)