You are here

“Manter cortes nas subvenções dos partidos é mínimo de decência”

Durante o debate quinzenal com o primeiro-ministro, Catarina Martins anunciou que o Bloco vai apresentar uma proposta para manter os cortes nas subvenções dos partidos, questionando se os bloquistas serão “apoiados e acompanhados pelo Partido Socialista e pelo Governo nesta matéria”.
Foto de Manuel de Almeida, Lusa.

Na sua intervenção, a coordenadora do Bloco fez referência às declarações do deputado e secretário-geral do PSD, José Matos Rosa, que, “veja-se bem, depois de tantos cortes e de dizerem que nada do que está a ser feito agora pode ser feito, disse que ‘chegou a hora de devolver os rendimentos também aos partidos’”.

Catarina Martins lembrou que, quando estes cortes foram implementados, os bloquistas defenderam que os mesmos deveriam ser ainda mais significativos, e que o Bloco tem defendido outras medidas, como o fim da isenção do IMI para os partidos e a introdução de limites mais apertados no que respeita às campanhas eleitorais.

Anunciando que o partido vai apresentar uma proposta para manter os cortes nas subvenções dos partidos “como um mínimo de decência numa altura em que tanta gente ainda sofre neste país”, a dirigente bloquista questionou se os bloquistas serão “apoiados e acompanhados pelo Partido Socialista e pelo Governo nesta matéria”.

“É muito difícil explicar ao país que pode haver devolução de financiamento aos partidos quando ainda temos tanta gente a viver com tão pouco”, rematou a deputada.

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Política
(...)