You are here

México na incerteza: DIREITA COM VANTAGEM

 mexicoOs resultados provisórios das eleições mexicanas dão ligeira vantagem ao candidato de direita do Partido da Acção Nacional (PAN), Felipe Calderón, em relação ao seu rival de esquerda, Manuel López Obrador do PRD (Partido da Revolução Democrática). Apuradas cerca de 92% das mesas os resultados oficiais eram os seguintes: Calderón tem 36,46%, contra 35,41% de López Obrador e Roberto Madrazo do Partido Revolucionário Institucional, alcança 21,42%.
No entanto, as autoridades eleitorais mexicanas afirmaram que a disputa eleitoral está demasiado renhida para se saber quem é o vencedor das eleições presidenciais.

Por sua vez, a esquerda não admite a derrota: “Exijo e peço as autoridades que respeitem os resultados”, advertiu o candidato de esquerda, Manuel López Obrador, conhecido por MLO, perante centenas de apoiantes. MLO agradeceu aos pobres: “vencemos e ganhamos, e agradeço à maioria dos mexicanos os seu apoio. Agradeço especialmente à gente pobre e humilde”. Minutos depois, o candidato da direita, do partido do actual presidente Fox, Felipe Calderón garantiu que desde que começaram a ser contados os votos, a balança inclinou-se a seu favor. Por sua parte, o Instituto Federal Eleitoral (IFE) informou à meia noite locais que a contagem oficial dos votos só terminará no próximo dia 9 de Julho. Numa mensagem à nação, o presidente do IFE, Luís Carlos Ugalde, afirmou que os resultados de uma contagem em 7000 mesas tipo não permitem estabelecer com segurança uma tendência nos resultados das eleições presidenciais.  “As margens são muito estreitas”, garantiu o funcionário governamental. No mesmo dia das eleições, o subcomandante Marcos encabeçou uma manifestação na cidade do México. A marcha que finaliza a campanha alternativa feita por todo o pais, pretende afirmar a existência de um “espaço alternativo” e contestar os partidos e as eleições. Na Praça da Constituição, Marcos afirmou a milhares de manifestantes: “existe um outro espaço, um outro caminho e uma outra forma de fazer politica”. Durante a manifestação rodeada por um impressionante aparato policial, os participantes gritaram palavras de ordem como:2 o povo unido avança sem partidos”.
 

   

   

 

Termos relacionados Internacional