You are here

Luta contra reforma laboral bloqueia refinarias em França

A luta dos trabalhadores contra a revisão da lei laboral francesa já obriga ao racionamento de combustíveis em algumas regiões do país. Os sindicatos prometem continuar os bloqueios às refinarias nos próximos dias.
Bloqueio da entreada de uma refineraria em Douchy les Mines, no norte de França. Foto EPA

As centrais sindicais CGT e FO apelaram esta sexta-feira aos trabalhadores do setor petrolífero para intensificarem as ações de protesto em todo o país.

Os bloqueios às refinarias já deixaram muitas estações de serviço sem combustíveis e as autoridades municipais do oeste francês começam a implementar medidas de racionamento, limitando os abastecimentos a 20 litros para viaturas ligeiras e entre 40 a 50 litros para os veículos pesados.

“O objetivo é a paragem de todas as refinarias em França, é um apelo à greve geral ilimitada”, afirmou um delegado da CGT na petrolífera Total à agência Reuters, numa refinaria onde o plenário de trabalhadores resolveu estender a paralisação por mais 72 horas. O governo já afirmou que está disposto a recorrer à força para quebrar os bloqueios caso a situação se prolongue no tempo.

Os protestos em França levaram esta semana ao bloqueio de estradas pelos camionistas e a confrontos entre polícia e grupos de jovens manifestantes que protestam contra a revisão da lei laboral e a repressão policial sobre as manifestações nalgumas cidades francesas.

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Internacional
(...)